domingo, 16 de outubro de 2011

Estudo da vida e obras de Filippo Brunelleschi

PAULA CAROLINA GOMES RIOS


Filippo Brunelleschi nasceu em Florença em 1377, em uma família de classe média. Seu pai tentou influenciá-lo no Direito, porém, ainda jovem, Filippo descobre sua capacidade de inventar e representar, chegando a confeccionar relógios e outros objetos com pedras preciosas, sempre procurando aperfeiçoar seus métodos de trabalho.

Através da escultura ele adquiriu domínio da técnica dos materiais – sua maleabilidade, mecanismo e procedimento de composição -, da escala humana e da qualidade de vida expressiva, utilizando da mão e da mente para dar forma a um modo de pensar.

Brunelleschi disputou um concurso para realizar as Portas do Batistério de Florença com o trabalho “O Sacrifício de Abraão”, mas perdeu Ghiberti. Resolveu então ir para Roma com Donatello, seu parceiro de vários anos, para estudar clássicos.




Ao voltar a Florença, Brunelleschi estava com pensamentos diferentes sobre a arte. No primeiro momento da sua carreira como arquiteto, redescobriu os princípios da perspectiva linear, um método greco-romano de construção que se tratava do uso do ponto de fuga, da relação entre a distância e da redução no tamanho dos objetos. Por seus conceitos ópticos e geométricos os artistas começaram a reproduzir objetos tridimensionais no plano. Com esta redescoberta ocorreu-se uma mudança cultural do modo de ver e de representar.

Como arquiteto, sua fama veio após a proposta feita para a cúpula da Catedral de Santa Maria del Fiore, em Florença. Nela era abordada a construção de dupla cúpula que absorveria suas próprias tensões. Para a execução, ele inventou um andaime e uma grua para o transporte de materiais. Seu projeto foi executado sem a utilização de cimbre (armação de madeira que é usado de molde e suporte para arcos e abóbadas que são retirados depois que a obra é completada).




Outra obra bem conhecida dele é o Hospital dos Inocentes, outro marco da Arquitetura Renascentista, com suas colunas, pórticos tipo Renascença e arcos Coríntios (ou Florentinos) que tinham voltas perfeitas e esculturas nos círculos centrais entre os arcos, formando medalhões.





Brunelleschi é considerado o pioneiro na Arquitetura Renascentista. Realizou muitas obras durante a sua vida, como a sacristia de São Lourenço, a Capela Pazzi, a Igreja do Santo Espírito, o Palácio Pitti e outros. Algumas dessas obras só foram concluídas após a sua morte, que se deu no ano de 1446.

Um comentário: